ÉSCOLA DE CODING1 & CRYPTO-ART2 NA BLOCKCHAIN3

Entrevista por Quentin Richard


OLe Wagon é uma escola internacional de programação especializada em cursos imersivos e intensivos,os bootcamps. Sua missão é auxiliar o maior número de pessoas a mudarem de vida, por meio do aprendizado das habilidades técnicas e mentalidade empreendedora necessárias para obter sucesso em suas carreiras e lançar suas startups. A escola oferece aulas de desenvolvimento web e data science em 40 cidades e está presente em todos os continentes. Pedro Meyer é o co-fundador do Le Wagon na América latina (que conta com uma escola no Rio de Janeiro)

  1. PROGRAMAÇÃO ou CODIFICAÇÃO : do verbo programar ou codificar: Transcrição de uma mensagem em código para transmiti-la ou processá-la em um computador. Trata-se de escrever programas e instruções de computador.
  2. CRYPTO-ARTE : apresenta obras de arte digitais raras, às vezes descritas como cartões comerciais digitais ou “raras“, associadas a tokens únicos e que existem no blockchain. O conceito é baseado na ideia de escassez digital, que permite comprar, vender e comercializar bens digitais como se fossem bens físicos. Este sistema funciona devido ao fato de que, como Bitcoins e outras criptomoedas, o crypto-arte existe em quantidade limitada.
  3. BLOCKCHAIN : é um modo de armazenamento e transmissão de dados na forma de blocos interligados e protegidos contra qualquer modificação.

🟢 Como o Le Wagon pode ser considerado uma inovação em sua área ?

Já faz entre quatro e cinco anos que somos considerados os melhores do mundo. Fomos criados de uma forma um pouco diferente das outras empresas de tecnologia. Para entender melhor, existem duas formas de se começar: a primeira, criando uma startup que é financiada, em grande parte, por meio de fundos de investimento, e a outra, fazendo o que chamamos de bootstrap, o que significa “crescendo“com recursos próprios, que ganhamos por meio de nossa receita (ou seja, a venda de cursos). De nossa parte, optamos pelo segundo modelo, de forma que não recebemos nenhum investimento durante os primeiros seis anos de existência. Poucos concorrentes nossos alcançaram nosso nível com fundos próprios. Já estávamos presentes em mais de 40 cidades, com um capital de 1000 euros, enquanto alguns dos nossos concorrentes estavam presentes em apenas 9 cidades, contando com investimentos da ordem de 500 milhões de dólares! Nosso programa e nosso currículo foram desenvolvidos a partir da seguinte metodologia: uma abordagem focada no produto e ciclos de feedback4 . É essa metodologia de desenvolvimento de produtos digitais que nos torna mais inovadores. Nossos professores são também desenvolvedores muito competentes, que passam grande parte de seu tempo criando novos recursos para nossa plataforma educacional.

  1. FEEDBACK : é um resumo ou retorno sobre uma experiência, uma espécie de avaliação tirada de um evento.

🟢 Esse é um tema central, que está intimamente ligado às Alianças Francesas, uma vez que elas também estão presentes nos cinco continentes e apresentam um modelo econômico baseado, em grande parte, em recursos próprios. Continuando com a questão da inovação: você tem dentro do Le Wagon algum vínculo com a cena artística/cultural ou com projetos digitais em andamento, seja na França, no exterior ou na América Latina, por exemplo ?

Mesmo que não estejamos trabalhando em projetos culturais como tal, muitos dos nossos alunos são artistas: alguns em artes visuais, em fotografia ou mesmo também ceramistas! Temos uma programadora-ceramista! Eu mesmo sou fotógrafo profissional há doze anos, principalmente em Paris. Mais tarde, decidi mudar de vida porque estava difícil trabalhar nessa área. Pessoalmente, estou muito interessado nesses novos movimentos de crypto-arte, como a arte na blockchain, por exemplo.

🟢 Você poderia nos apresentar, brevemente, nessa área da cripto arte, o que é blockchain ?

É muito recente. A blockchain foi criada em 2008, por uma pessoa ou grupo de pessoas anônimas, em reação à crise econômica, como alternativa digital às moedas soberanas. Basicamente, é uma base de dados descentralizada, sem órgão de fiscalização, na qual as informações podem ser armazenadas. Você pode encontrar coisas únicas lá, por meio de elementos únicos. O que torna a blockchain única é que esses dados, essas informações, podem pertencer a uma pessoa só.

🟢 Algumas iniciativas estão se desenvolvendo nesta área ? Inclusive entre seus alunos ?

Com certeza. Encontramos coisas únicas lá, como nas NFT5 [tokens não fungíveis1]. Por exemplo, é possível criar um GIF e armazená-lo nesta blockchain e, em seguida, vendê-lo para um colecionador de GIFs ou obras virtuais de cripto arte, por exemplo. O que acabará se tornando propriedade desse comprador (que, às vezes, está disposto a gastar 200 mil dólares para conseguir um!). Talvez um dia, teremos um museu de GIFs! O que também é muito interessante é que muitos alunos vêm de diferentes partes do mundo e de profissões muito diferentes. Existe uma diversidade real de pessoas, é um universo muito plural e multicultural. No Rio, por exemplo, com um programa em inglês, recebemos alunos de quase 50 nacionalidades. Muitos projetos são desenvolvidos, e essas diferenças desaparecem à medida que todos aprendem a programar, o que confere um real valor agregado ao Le Wagon.

🟢 Dentre esses projetos, quais seriam suas perspectivas de desenvolvimento? Tais perspectivas foram afetadas pela crise de Covid-19?

Na verdade, essa crise não teve um efeito negativo na nossa estrutura, eu diria [que o efeito foi] até positivo. Conseguimos nos adaptar muito rapidamente, porque já tínhamos adotado soluções quando o vírus circulava na China, pois também estamos presentes nesse país e somos uma entidade muito digital. Temos uma grande comunidade e estamos em contato regularmente através de nossos servidores. Fomos, portanto, muito rápidos em relação à mudança do modo presencial para o modo remoto em termos de aulas. Então, quando aconteceu na América Latina, acho que foi mais ou menos

  1. NFT (NON-FUNGIBLE TOKENS) : é um tipo especial de token criptográfico que representa algo único. Diferentemente das criptomoedas como o Bitcoin e de vários outros tokens utilitários, os NFTs não são mutuamente intercambiáveis.

Na mesma época que na França, por volta de 16 de março de 2020, já tínhamos todas as estruturas e ferramentas prontas. Na verdade, perdemos, no Rio, alguns alunos estrangeiros que, na época, representavam cerca de 50% da turma. Por outro lado, surgiu a possibilidade para que pessoas que não eram nem do Rio, nem de São Paulo pudessem assistir às nossas aulas. Desse modo, esse aspecto digital tem atraído muitas pessoas que antes não podiam assistir às aulas fisicamente. Portanto, tivemos um crescimento em 2020, apesar da pandemia.

🟢 Tal como nas Alianças Francesas em 2020, a relação digital entre professores e alunos reinventou-se muito rapidamente devidoao contexto. Pode-se dizer que vocês se reinventaram nesse aspecto online. Isso alterou seus objetivos a médio ou longo prazo
e em função das áreas geográficas?

Continuamos nos baseando nos mesmos objetivos. Nossa ambição é realizar nossos ciclos de maneira eficiente. Para isso, contamos com um sistema de feedback (ou avaliações) muito rápido, para que possamos encontrar soluções igualmente muito rápidas, quando algo não funciona. Nossa presença em todos os continentes também nos permite uma grande capacidade de resposta e antecipação de futuros problemas, bem como o funcionamento contínuo de equipes ao redor do mundo. Em relação às ferramentas, trabalhamos com Slack, Zoom e desenvolvemos aulas virtuais únicas que permitem a
constituição de “breakout rooms6“. Podemos também imaginar a materialização de salas de aulas com mesas virtuais de quatro alunos: os alunos podem conversar com seus vizinhos, os professores podem
circular pela sala e ir de mesa em mesa, para um acompanhamento mais personalizado dos alunos, quando necessário.

  1. BREAKOUT ROOM : é uma pequena sala de reunião ou uma parte separada de uma reunião pela Internet, onde um pequeno grupo pode discutir um assunto específico antes de retornar à reunião principal

🟢 Nos debates necessários dentro da sociedade civil, o que você pode dizer, por exemplo, sobre o lugar da mulher, da internet ou da tecnologia, ou mesmo sobre o impacto ambiental da tecnologia ? O Le Wagon se posiciona em relação a esses dois grandes desafios do nosso tempo ?

Até 2022, nossa meta é alcançar a paridade de gênero de 50%. Isso é muito importante para nós. Ao longo de nossa evolução, desde a criação do Le Wagon, em 2014, cada vez mais mulheres seguiram o treinamento. Regularmente, procuramos destacar mulheres empreendedoras, programadoras ou professoras para mudar os padrões de um setor [que continua], infelizmente, ainda muito masculino. Acho que é uma questão essencial sobre a qual devemos continuar a nos posicionar. Do ponto de vista ambiental, trabalhamos em estreita colaboração com atores comprometidos, como o coletivo Data for Good. Por outro lado, muitos alunos estão usando a programação e a ciência de dados para desenvolver projetos de alto impacto ambiental. Enquanto alguns estão desenvolvendo plataformas de comércio de créditos de carbono, outros estão se concentrando na criação de algoritmos para detectar e prevenir incêndios florestais ou mesmo combater o desmatamento da Amazônia no Brasil.

ampersan Amérique art and pandemia art et pandémie arte y pandemia Asuncion Barranquilla Caraibes Caraïbes cine cinema cultural rights culture derechos culturales direitos culturais droits culturel indigene industria musical latine Marcelo Munhoz nicolas mateus écologie

5/5

Articles Similaires

ÉDITION PLURILINGUE, La revue digitale d’Alliances Sonores

Accès direct aux articles

Pays

Plus d'articles

No more posts to show

Mots-clés

Voir la revue en ligne

Voir le pdf complet

Plus d'articles

Revuevox La revue digitale.

México

Guatemala

El Salvador

Panamá

GALERIE PHOTOS